quinta-feira, 19 de novembro de 2009

ATENÇÃO! ATENÇÃO! ATENÇÃO!

Ensaiaremos nos dias 24, 25, 27 e 28 de novembro, sempre às 18:00 horas, na sede da Fundação Cultural. Vão ser ensaios corridos, por causa da correria da Conferência. Mas, vamos nessa!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

CANGAÇO NA III CONFERÊNCIA ESTADUAL DE CULTURA


Quando eu penso que a gente vai tirar umas férias, surge o convite no cair da tarde de hoje. É isso mesmo, moçada. Cangaço se apresenta no último dia da III Conferência Estadual de Cultura, dia 29/11, às 19:00 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus. Entrada Franca! Quem não assistiu, é uma oportunidade única para assistir ao espetáculo vencedor do Edital Manoel Lopes Pontes de Estímulo à Montagem de Teatro do Estado da Bahia, 2008. E o que é melhor: de graça! Os convites estarão disponíveis uma hora antes na bilheteria do Teatro.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

SAIU O EDITAL QUE ESTÁVAMOS ESPERANDO!


Calma, companheiros. Ainda não se trata de nenhum prêmio. É que a Fundação Cultural do Estado da Bahia acaba de lançar o Edital Jurema Penna. Aquele que favorece a circulação dos espetáculos de teatro. Vamos fazer um projeto a altura do nosso espetáculo e torcer. As chances são grandes. Afinal, serão aprovados cinco projetos por território de identidade. Finalmente, vamos (se formos selecionados) levar Cangaço para as cidades que eu sempre sonhei no vale do sisal, bem pertinho das terras em que Virgulino andou com seu bando. É fato que depois que Itororó e Valença cancelaram as apresentações por falta de recursos, ficamos abatidos. Mas, cangaceiro não baixa a guarda nem arreia a moela (tem isso é?). Vamos tirar umas férias, depois a gente volta cheio de gás (ou seria de farinha e carne sêca?).

Na quarta-feira, dia 11, tem uma reunião pra gente tratar de alguns detalhes, inclusive do atestado provisório de capacitação profissional ou definitivo que alguns de vocês não teem e decisões importantes sobre a equipe .

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

A CARNE QUEIMOU!


Eu não sei quem é o azarão. Se bem que rima com Azulão, mas nada tem a ver com o pobre cangaceiro. O certo é que Cangaço empacou para o resto deste ano. O "produtor" Alysson, de Itororó informou que, infelizmente, não vai mais poder produzir. Se bem que este verbo só entende quem realmente milita na área. Depender do poder público para arcar com certas despesas, quase sempre é perda de tempo. Agora, é guardar as cangas, armazenar os rifles, empacotar a munição e esperar o apito do Capitão. Enquanto isso, vou preparar um trabalho para a Penalty, escrever meus dois espetáculos para 2010 e cuidar da III Conferência Estadual de Cultura que começa agora dia 26. É pouco? Vamos trabalhar. Ah, pelo menos, Cajú, digo, "Cajá", conseguiu liberar, junto a prefeitura de Arataca, mais um pedacinho do cobre. Segunda, acredito já estar liberado. Um abraço a todos e Feliz Natal.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

TERRA DA CARNE DO SOL RECEBE CANGACEIROS EM NOVEMBRO


Confirmado. O bando de Virgulino fará pousada em Itororó, nos dias 14 e 15 de novembro. O palco da assentada será na Fundação Cultural Cabana da Ponte. A casa cultural tem condição de receber 180 pessoas muito bem acomodadas em cadeiras de cinema; possui uma biblioteca e área para exposição de artes e cultura, além de uma cantina, camarins e um palco de ponta, pronto para exibição de qualquer grupo teatral. A comunidade do município está em ansiosa para receber o Rei do Sertão e seus cangaceiros.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

SANTOS, O POETA DO GINGADO

Santos, está ao centro, de calça preta, treinando a equipe de Cangaço.

Popof, com seus versos categóricos, seu jogo de palavras tão peculiares e, ao mesmo tempo, harmônicos, descreve com precisão cirúrgica os amigos, as figuras ilustres que partiram. Assim foi com Pedro Mattos e Équio Reis, com Tom, Mundinho e tantos outros. Não sou poeta. Não falo por versos, mas me encontro na prosa, na conversa semanal com meu leitor, passando o que vou colhendo nessa caminhada artística.
Partindo desta premissa, tomo emprestado um acróstico e escrevo sobre um sobrenome que virou nome. Mas que isso, ele foi um mestre. Um mestre do gingado, da sabedoria popular, das pernas ligeiras, do jogo acrobático, do abraço amigo:


Sou um capoeira.
Amo a arte, mas amo acima de tudo, Deus.
Não nego quem fui, nem quem serei.
Tenho amigos, tenho habilidades que começo a colher agora.
Ontem, foi só uma página na minha vida.
Sabedoria é o que nos traz experiência.


Assim foi Manoel, assim foi Barreto, assim foi Santos. Não poderia deixar de homenagear aquele que via a capoeira como uma das mais belas expressões da natureza humana. Santos agora cumprimenta os anjos, em sinal de respeito, entra na roda celestial, fazendo reverência ao berimbau divino que soou para que ele pudesse pedir proteção mais perto do Mestre maior.
Parafraseando Eusébio Lobo da Silva, professor do Departamento de Artes Corporais do Instituto de Artes (IA), da Unicamp posso afirmar, indubitavelmente, que a capoeira do Mestre Santos era como uma árvore frondosa que servia de sombra para o descanso, produzia frutos para a alimentação de quem quer que fosse e fornecia madeira para a construção. Decerto, não compreendemos os desígnios, não entendemos os fatos, mas, procuramos entender as pessoas, as coisas, as palavras, e as imagens que nos deixam.
Descanse em paz, amigo. E espero poder um dia representar esta herança africana, este gingado baiano, no palco, onde comecei a entender a criação e os personagens que dela se originam.



sábado, 10 de outubro de 2009

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

ELES ESTÃO DE VOLTA!



Dia 13 de outubro, às 16 e 20 horas, o bando mais famoso do Brasil estará de volta ao palco do Teatro Municipal de Ilhéus. Todos estão convidados. Ingressos a preços populares: R$ 10,00 e R$ 5,00. Esta é uma oportunidade ímpar para assistir.

sábado, 3 de outubro de 2009

DIA 13 TEM CANGAÇO NO TEATRO MUNICIPAL

Depois de uma longa temporada sem pousar em Ilhéus, o bando estará novamente no palco do Teatro Municipal de Ilhéus, no dia 13 de outubro. Serão duas apresentações, às 16 e às 20 horas. Vamos nos preparar para arrebentar mais uma vez. Convidem seus amigos. Ingressos a preços populares: R$ 10,00 e R$ 5,00.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

LAMPIÃO VAI PASSAR MAIS TEMPO EM ILHÉUS

Amigos, infelizmente ainda não poderemos viajar neste mês. A produção de Valença acabou de cancelar alegando que as coisas não caminharam como eles queriam. Ossos do ofício. Também não iria dar pra gente bancar a ida e volta e não ter recursos suficientes para isso. Mas, estaremos remarcando a apresentação do Teatro Municipal ainda em outubro. Aguardem meu contato.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

NÃO TEREMOS APRESENTAÇÃO NA QUARTA

Olá, amigos incansáveis do Grupo Teatro Total. Por motivo de força maior, não teremos apresentação no dia 30/09. Portanto, fica confirmada a apresentação do dia 02/10, em Valença. Por favor, respondam a esta mensagem postando um comentário.
Pawlo Cidade
Diretor

domingo, 20 de setembro de 2009

ENSAIO NA SEXTA

Pessoal, o assistente de direção estará coordenando o ensaio desta sexta-feira, dia 25. Infelizmente não poderei estar presente pois estou num curso de Gestão Cultural em Salvador. Qualquer coisa entro em contato por telefone com todos vocês.

domingo, 13 de setembro de 2009

IREMOS PARA O CEARÁ?


Oi pessoal! Acabei de receber este e-mail:

"Estimado Pawlo,
Satisfação entrar em contato com o amigo.
Tivemos o privilegio de assistir o DVD Cangaço por completo neste domingo, o que foi para nós uma satisfação, amanhã a tarde o pessoal da URCA me falará se teremos condições de trazê-los na edição deste ano, terça pela manhã entro em contato com os amigos para dá a resposta.
Abraço Fraterno Severo".

Mestre Severo é o curador do Seminário do Cariri sobre o Cangaço. Se for da vontade de Deus, estaremos viajando em quinze dias!

sábado, 5 de setembro de 2009

PRÓXIMAS "POUSADAS" DO BANDO

A festa já começou

O Centro de Cultura de Valença estará recebendo nossa trupe nos dias 02 e 03 de outubro para quatro apresentações. Três delas destinadas ao público estudantil. A Split Vídeo e Produções está organizando o Projeto "A Escola no Teatro", com estudantes da 7a, 8a, e ensino médio.

Antes disto, faremos uma parada novamente em Ilhéus, no Teatro Municipal, dia 30 de setembro, desta vez com o Projeto "Temas do Vestibular", para estudantes do ensino médio.

Já, nos dias 14 e 15 de novembro, "pousaremos" em Itororó, a terra da carne do sol. O bando vai fazer a festa na terra natal do nosso amigo de palco e ator global, Marcos Palmeira. Nosso produtor local, Alisson Aguiar, também assessor de comunicação, estará fazendo os preparativos para nos receber nesta data.

Valença

Itororó


quarta-feira, 2 de setembro de 2009

CANGAÇO ESTÁ CONCORRENDO AO PRÊMIO FUNARTE DE TEATRO 2009

Monte Santo será uma das cidades contempladas se formos selecionados
Acabamos de enviar um Projeto de Circulação entitulado: "Na trilha de Lampião", para o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2009. O Projeto consiste na passagem do espetáculo pelas cidades de Paulo Afonso, Jeremoabo, Uauá, Queimadas, Monte Santo e Valente. Cada uma das cidades, caso nosso projeto seja escolhido, terá duas apresentações, dois debates e duas palestras sobre o Rei do Cangaço. Paralelo as apresentações e as atividades desenvolvidas estará sendo filmado um documentário sobre toda a proposta que, depois de editado e duplicado serão distribuídos às secretarias de educação e cultura das cidades. Vamos aguardar e torcer. Que Deus nos abençoe mais uma vez. O resultado sai em 60 dias.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

terça-feira, 11 de agosto de 2009

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

NOSSA EQUIPE 2: Esse é nosso iluminador Du Moura, responsável pela concepção técnica de iluminação do espetáculo.

Du ou Dudu, como também é chamado, é também diretor da Artes Cênicas Iluminação. Brincalhão e sorridente, Du é um eterno agitador.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

CANGAÇO VENCEDOR DO MULTIARTE 2009


O IV Festival Firmino Rocha, o Multiarte, foi um sucesso. Espetáculos de grande nível participaram na categoria drama, deixando os jurados indecisos. Tanto que melhor ator, melhor atriz, destaque do júri sairam da categoria drama. Ficamos na segunda colocação, perdendo por uma diferença muito pequena para o espetáculo biográfico Henriqueta, do pessoal de Vitória da Conquista. O grupo estava bem ensaiado, ritmíco e harmonioso. Nada que pudesse superar os incansáveis cangaceiros de Virgulino. Mas, no fim, pesou quem se apresentou por último. Foi o caso do grupo vencedor.
A trupe ficou feliz com o segundo prêmio da peça. Esperamos colecionar muitos nos próximos festivais. Obrigado pessoal, pelo esforço e dedicação. O prêmio é de todos nós!

Pawlo Cidade
Diretor

sexta-feira, 24 de julho de 2009

CONHEÇA NOSSA EQUIPE 1: Vamos iniciar uma série de notas sobre nossos principais colaboradores no espetáculo.

Este simpático contrarregra, pau-pra-toda-obra, é nosso sorridente Jorge Siqueira. Na foto, em Jussari, faz pose pra câmara após a montagem do cenário. Para ele, participar de Cangaço foi e está sendo uma experiência diferente, prazerosa e gratificante. Valeu, Jorginho! Ou seria Jorjão?

CENA NA CÂMARA DE VEREADORES DE JUSSARI

EQUIPE SORRIDENTE NA HORA DO RANGO

DU AJEITA OS ÚLTIMOS DETALHES DA LUZ EM ARATACA

JORGE E RUI NA ARRUMAÇÃO DO CENÁRIO EM JUSSARI

quarta-feira, 22 de julho de 2009

28 de Julho de 1938: O ANO EM QUE O SERTÃO PAROU

Era uma madrugada fria, como todas as outras no sertão. O bando estava reunido, discutindo os últimos detalhes das novas investidas. Maria Bonita havia pedido a Virgulino que abandonasse tudo, que tomasse outro rumo. Parecia pressentir alguma coisa. Virgulino não deu ouvidos, continuou os planos, as estratégias de vingança, as deconfianças que lhe pairavam à cabeça.
O bando estava diminuindo. Os macacos cada vez mais perto. Mas, antes de partir deste mundo, Virgulino precisa cumprir uma última missão. Encontrar o miserável traidor que o entregou a volante, em Piranhas, na cidade de Alagoas.
A reunião terminou por volta da meia noite. Cabelêra e Pai Véio sentiram uma tontura ao beber o vinho que o cumpadre Cândido tinha mandado para o capitão. Virgulino também sentiu um mal-estar. Mas achou que a carne não estava boa. Foi descansar ao lado de Maria, que já dormia.
Nem bem o dia clareou, um grito distante ecoou sufocado por um estalo. Virgulino abriu os olhos. Maria corria feito louca. Os cabras também.
Os tiros cairam feito chuva. Não houve tempo de reagir. Quando o silêncio e a ordem de "cessar fogo" ocorreu, apenas uma marola percorria os espinhos da caatinga e o sangue negro, descia lentamente pelas pedras escorregadias de Angicos.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

CANGAÇO FOI SELECIONADO PARA O MULTIARTE


O IV Festival Multiarte Firmino Rocha - FMAFRO divulgou nesta semana os selecionados para o festival. O Espetáculo Cangaço foi um dos selecionados na categoria Teatro/Drama.
O Festival que é promovido pela FICC - Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania que acontece entre 21 a 26 de julho de 2009, visa promover intercâmbio entre artistas baianos para troca de experiências e divulgação da produção cultural no Estado, de acordo com a área indicada, além de proporcionar a descoberta de novos talentos no universo artístico baiano nas áreas de Teatro, Dança e Música.


Pai Véio/Roma Góes.

domingo, 5 de julho de 2009

AGORA É A VEZ DE JUSSARI E ARATACA


A caminhada do bando de Virgulino continua a todo vapor. No próximo fim-de-semana, dias 11 e 12 de julho, será a vez das cidades de Jussari e Arataca, respectivamente. Desde que teve sua estréia em Ilhéus, no mês de abril, o espetáculo do bando de Teatro Total tem arrancado aplausos e elogios por onde tem passado. “Ao contrário de outros espetáculos, “Cangaço” pretende percorrer o maior número possível de cidades do interior da Bahia e quando todo o grupo estiver completamente amadurecido irá subir nos palcos sotoropolitanos”, afirma a Produtora Viviane Siqueira. “Iremos participar de alguns editais de circulação para que possamos conseguir financiamento para as apresentações. Enquanto isso, contamos com o apoio das prefeituras locais”, concluiu.

Para o Coordenador de Cultura de Arataca, Nailson, “o espetáculo – que será apresentado no Ginásio de Esportes do município – será um grande acontecimento para a cidade. Cangaço vai abrir as portas do teatro para a comunidade”.

“Cangaço” é vencedor do Prêmio Manoel Lopes Pontes, de Apoio a Montagem de Teatro do Estado da Bahia 2008, patrocinado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura, Secretaria da Fazenda e Governo do Estado da Bahia. No elenco, Val Kakau (Lampião), Andréa Bandeira (Maria Bonita), Bruno Martinelli (Zabelê/Cabelêra), Ciro Nonato (Azulão), Kaique Cavalcante (Jararaca), Roma Góes (Pai Veio/Padre Cícero/Pissara) e Ed Paixão (Ezequiel). A sonoplastia é de Rui Conceição, Iluminação de Du Moura, Concepção e Direção de Pawlo Cidade.

sábado, 13 de junho de 2009

CANGAÇO INVADE A BAHIA!

Matéria publicada no Diário Oficial da Bahia, em 11/06/09, pela Assessoria de Comunicação da Fundação Cultural do Estado da Bahia. O Diário Oficial é distribuído para os 417 municípios baianos. Mais um ponto para o Grupo Teatro Total e o espetáculo Cangaço. Nosso obrigado a Juliana e Marcos da Ascom, pelo apoio.

terça-feira, 9 de junho de 2009

CANGAÇO EM ITABUNA E ILHÉUS

Bruno Martinelli (primeiro plano); Roma Góes; Ed Paixão e Ciro Nonato

CANGAÇO, espetáculo premiado pelo Edital Manoel Lopes Pontes de Apoio a Montagem de Teatro do Estado da Bahia, estará em Itabuna (dias 11 e 12 de junho, no Centro de Cultura Adonias Filho, sempre às 20h30 e novamente em Ilhéus no período de 14 a 16 de junho, também às 20h30. Depois de ter passado por, Aurelino Leal e Canavieiras o Grupo Teatro Total prossegue na turnê das 15 cidades que irá percorrer até o final de 2009, entre as cidades do Litoral Sul e Baixo Sul.

“O espetáculo tem tido uma aceitação muito boa por onde tem passado. Quem não viu, esta é uma oportunidade de ver agora”, salienta a produtora Viviane Siqueira. O espetáculo tem início com a chegada do bando de Virgulino no começo da noite na casa de Antonio de Pissara. O coiteiro acaba sendo seqüestrado pelo bando após Lampião descobri que ele entregou o bando para uma tocaia. “Se havia uma coisa neste mundo que Lampião mais detestava, essa coisa era a traição e com ele não tinha perdão”, comentou o diretor Pawlo Cidade. E completa: “Gosto sempre de frisar que Cangaço é sina; cangaço é destino. É obrigação para com os outros, obrigação que se vai criando pelos caminhos, pelas pedras e pelos espinhos das caatingas, escondido por trás das serras trovejadas de balas. A defesa puxou a morte e a morte puxou a fileira”.

Com apoio institucional da Fundação Cultural do Estado, Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Secretaria de Cultura e Governo do Estado da Bahia e com apoio local da Fundação Cultural de Ilhéus, Fundação Cultural de Cultura e Cidadania, Prefeituras de Ilhéus e Itabuna, Diário de Ilhéus, Discovery Idiomas, Imapel Cartonagem, “Cangaço” tem concepção e direção de Pawlo Cidade; Paulo Costa (Assistente de Direção); Viviane Siqueira (Produção); Justino Vianna (cenário e figurino); Du Moura (iluminação); Letto Nicolau (Trilha Sonora); Egnaldo França (Coreografia); Rui Conceição (Sonoplastia); André Elvas (fotografia) e Jorge Siqueira (contrarregra).

sábado, 6 de junho de 2009

FAIXAS JÁ ESTÃO NA CIDADE DE ILHÉUS

As faixas podem ser vistas nas ruas Bento Berilo, 13 de Maio, Lomanto Júnior, Av. Ubaitaba (Barra), Trevo da Av. Canavieiras, Jorge Amado, Coronel Paiva, Praça Cairú, Av. ACM...

Praça Cairú, Centro

Final da 13 de Maio, Pontal

Rua Jorge Amado, perto do Teatro Municipal

quinta-feira, 4 de junho de 2009

LINDAMARA, PEDAGOGA E ATRIZ DECLAROU:

"É emocionante ver em cartaz um espetáculo que traz a tona pessoas que marcaram sua época e fizeram história. Como Lampião e o seu bando intrigaram e intrigam a sociedade até hoje, suscitando reflexões a cerca de valores éticos e morais! Parabéns a todo o elenco que com certeza faz o melhor pela arte".

CARLOS SILVA, POETA E CANTADOR DISSE, AO SABER QUE "CANGAÇO" ESTARÁ EM ITABUNA E ILHÉUS NA SEGUNDA SEMANA DE JUNHO:

"Que sejam bem vindos, com parabelos e punhais afiados
na versagem caatingueira. Felicidades meu irmão".

sábado, 30 de maio de 2009

terça-feira, 26 de maio de 2009


CANGAÇO EM CANNES




GEORGE RILLER DISSE:

Meu Grande Mestre Pawlo Cidade! Quero que saiba que sou seu Fá, e tenho muito Orgulho de te ter como Mestre das Artes Cenicas! Fico muito feliz por mas uma vitoria em sua vida Profissional atravez do Espetaculo Cangaço! Mas saiba que Deus e seus Anjos sempre estara Olhando pelos seus caminhos e Sonhos de criança,adolescente e adulto, por que na verdade Deus sempre esteve e estara ao seu Lado meu Amigo Pawlo Cidade. Aqui nesse Depoimento quero deixar um Abraço pra toda essa equipe e Elenco maravilhosa de Cangaço...Aqui fica um abraço de seu Aluno George Riller!
RESPOSTA:
Caro batalhador das artes cênicas! Pena você ter desistido no meio do caminho. Queríamos você no processo. Mas, infelizmente, vivemos de escolhas. São as escolhas que moldam nossos caminhos. Certamente, nos encontraremos em outras estradas. Sucesso, companheiro! E obrigado, em nome de toda equipe de Cangaço pelas palavras de carinho. (Pawlo Cidade)

sexta-feira, 22 de maio de 2009

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE "CANGAÇO"

Vamos publicar opiniões sobre o espetáculo. Para isso, precisamos que vocês nos enviem seus textos com um máximo de três linhas para o endereço: comunidadetiamarita@hotmail.com
Elenco e técnica colaborem na divulgação do blog e localizem as pessoas que assistiram para que possam opinar.

É POSSÍVEL VIVER DE TEATRO?

FOTO: ANDRÉ ELVAS
Platéia do espetáculo Cangaço lendo o jornal “O diário”, pensado especialmente para a peça.

Algumas pessoas da área cênica costumavam afirmar (e ainda o fazem até hoje), que eu sou o único produtor cultural deste município que consegue ter resultados positivos no projeto de meus espetáculos. Se concordasse com isso estaria sendo leviano e egoísta.

Se há resultados positivos isto é meta traçada pelo Planejamento Estratégico (P.E.). É ele quem fará com que você tenha o resultado esperado. Mas, outros poderão indagar: “o planejamento estratégico sempre dá certo?” Em noventa e nove por cento dos casos eu diria que sim. É o P.E. responsável pela execução de ações para alcançar os objetivos desejados; é ele quem permite a mudança de comportamento; é o instrumento certo para as futuras tomadas de decisão. E o mais importante: ELE NÃO DEVE SER APENAS UM DOCUMENTO!

Talvez esta última informação seja o principal motivo do fracasso de algumas produções teatrais. É preciso responder a uma série de indagações que permeiam uma produção teatral. Não basta montar algo para satisfazer o seu ego. É preciso investir em algo que você tenha certeza de que haverá retorno, seja ele financeiro ou não.

O P.E. cria o direcionamento, pois, previamente é analisada as condições externas e internas às quais sua futura produção será submetida. Portanto, nunca é demais responder: “Para quê eu vou montar esta peça?” “O que tem este espetáculo que fará com que as pessoas venham ao teatro?” “Quem eu quero atingir com este tema?” “O elenco será capaz de satisfazer as necessidades desta produção?” “Que estratégias desenvolverei para atrair as pessoas?”

Lembre-se: “ESTRATÉGIA” está ligada a “ESCOLHAS” ou a respostas que damos às perguntas que formulamos. O P.E. representa para os produtores teatrais a possibilidade de selecionar, entre os vários caminhos possíveis, aqueles que se apresentam como mais adequados para se alcançar os objetivos traçados para o espetáculo.

O Planejamento Estratégico é o caminho que conduz o produtor cultural de teatro para escolher e direcionar o futuro do seu espetáculo. Uma vez apontado os caminhos é possível sim viver de teatro. Se agirem assim os produtores estarão aptos a atuarem no contexto de grande mudanças no qual estão inseridos. Afinal, o P.E. será aquele que lhe mostrará a saída quando algum dos objetivos específicos não são alcançados.


quarta-feira, 20 de maio de 2009

CANNES, AQUI VAMOS NÓS!


Nesta segunda-feira, dia 25 de Maio, a cidade de Canavieiras - Cannes para os íntimos - será tomada pelo bando de Virgulino. A cidade está no circuito das 15 cidades do Litoral Sul que farão parte da turnêe que o espetáculo Cangaço iniciou no último dia primeiro de maio.

"A cidade será tomada de assalto e todos verão que o Rei do Sertão ainda vive", assinalou o assistente de direção Paulo Costa. A apresentação será realizada no principal auditório da cidade, às 19 horas. A promoção é da Prefeitura Municipal de Canavieiras e Secretaria Municipal de Cultura.